Quais as vantagens de ser Pessoa Jurídica?

À medida que o mercado de trabalho se torna mais flexível, algumas empresas estão contratando profissionais como prestadores de serviços. Mas, dadas as suas finanças pessoais, vale a pena ser pessoa jurídica? Existem algumas diferenças entre trabalhar como CLT e como pessoa jurídica. A seguir, veremos quais são essas diferenças, bem como as vantagens e desvantagens de ser uma pessoa jurídica.
Por fim, você poderá decidir se deseja permanecer um funcionário CLT ou se tornar uma pessoa jurídica.

DIFERENÇA ENTRE CLT E PESSOA JURÍDICA

A Consolidação da Lei do Trabalho, ou CLT, foi aprovada em 1943 para regulamentar as relações entre empresas e empregados. No regime CLT, você terá um contrato formal e a empresa assumirá diversas obrigações trabalhistas. Por exemplo:

  • Contribuições do FGTS;
  • Férias pagas;
  • Licença maternidade;
  • Seguro desemprego;
  • Vale-alimentação;
  • Entrega de documentos.

Por outro lado, ao assinar um contrato na modalidade de pessoa jurídica (PJ), você deve primeiro Abrir uma empresa.
Ele então fornecerá serviços de terceiros sob um contrato comercial que estabelece os direitos e obrigações de ambas as partes nas negociações.
A forma mais comum de se tornar um PJ é se cadastrando como Microempreendedor Individual (MEI), que tem um limite de pagamento anual de R$ 81 mil.
De acordo com o Sebrae, existem atualmente mais de cinco milhões de MEIs no Brasil.
No entanto, microempresas pessoais é uma categoria que se aplica apenas a certos tipos de atividades. Se você não se enquadra no limite de pagamento ou na lista de profissões permitidas, uma das opções é criar uma Eireli.
A Eireli não tem limite de renda, mas o capital mínimo autorizado é de 100 salários mínimos.

BENEFÍCIOS EM SE TORNAR PESSOA JURÍDICA

Se você está procurando trabalhar em projetos ou iniciar um negócio, confira alguns dos benefícios de ser uma pessoa jurídica a seguir e analise as vantagens de ser Pessoa Jurídica.

FLEXIBILIDADE DE HORÁRIOS

Enquanto o funcionário CLT deve cumprir os horários do contrato, a pessoa jurídica tem flexibilidade em seu horário de trabalho.
Uma entidade que é paga por um projeto concluído, por exemplo, não tem que trabalhar das 9h às 18h.
Você pode ter que pagar impostos retroativamente e pagar impostos que não foram recebidos.
Se você adora trabalhar mais cedo ou mais tarde, ou não planeja ficar 9 horas seguidas sentado no escritório, a pessoa jurídica lhe dá a oportunidade de definir trabalho e lazer de forma independente.

FLEXIBILIDADE DE PROJETOS

Da mesma forma, será mais fácil para a pessoa jurídica mudar os projetos e empresas para os quais presta serviços.
Por outro lado, os funcionários da CLT devem notificar a empresa com antecedência de que estão deixando seus empregos, o que pode resultar em multa por quebra de contrato de serviço.
No final de um projeto, nada impede a pessoa jurídica de cooperar com uma empresa e procurar novas atividades.

MAIS SALÁRIO E MENOS IMPOSTOS

De acordo com o esquema CLT, o cheque que consta na planilha não é o cheque que aparece no final do mês na sua conta.
Para custos lucrativos, as empresas costumam cobrar salários CLT mais baixos do que salários iniciais.
Os descontos não são concedidos a pessoas jurídicas, o que pode aumentar os lucros.
Se você se tornar uma pessoa jurídica, o pagamento de impostos permitirá que você receba vários benefícios, além de processar e transferir garantias. No caso das empresas contratantes, algumas têm direito a pensões, subsídio de doença, subsídio de maternidade, velhice, invalidez e muito mais!

COMO FUNCIONA A CONTRATAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA?

Entre aqueles que têm dúvidas se deve ser uma pessoa jurídica, surge constantemente a questão de como funciona a contratação. Isso é mais fácil do que você pensa. Ser pessoa jurídica oferece alguma liberdade para cuidar e organizar suas atividades de acordo com o seu tempo disponível e expectativas financeiras.
Você, como pessoa jurídica, pode e deve emitir uma fatura com os impostos aplicáveis ​​pagos. Nesse tipo de contrato, ambas as partes se beneficiam.
A empresa minimiza os custos com mão de obra, enquanto a pessoa jurídica tem um desconto salarial menor. Essa forma de trabalhar oferece aos funcionários muita flexibilidade, mas é um trabalho e, portanto, como qualquer outra, tem prazo de entrega. Portanto, esteja atento às regras da contratação.

Agora que você viu as vantagens de ser Pessoa Jurídica e deseja Abrir sua Empresa, fale conosco. Iremos lhe auxiliar em todo o processo de abertura. E caso já tenha sua empresa e precisa regularizar e não sabe por onde começar, entre em contato com nossa equipe para ter o suporte necessário e deixar sua Empresa apta aos Negócios!

Quais as vantagens de ser Pessoa Jurídica?

À medida que o mercado de trabalho se torna mais flexível, algumas empresas estão contratando profissionais como prestadores de serviços. Mas, dadas as suas finanças pessoais, vale a pena ser pessoa jurídica? Existem algumas diferenças entre trabalhar como CLT e como pessoa jurídica. A seguir, veremos quais são essas diferenças, bem como as vantagens e desvantagens de ser uma pessoa jurídica.
Por fim, você poderá decidir se deseja permanecer um funcionário CLT ou se tornar uma pessoa jurídica.

DIFERENÇA ENTRE CLT E PESSOA JURÍDICA

A Consolidação da Lei do Trabalho, ou CLT, foi aprovada em 1943 para regulamentar as relações entre empresas e empregados. No regime CLT, você terá um contrato formal e a empresa assumirá diversas obrigações trabalhistas. Por exemplo:

  • Contribuições do FGTS;
  • Férias pagas;
  • Licença maternidade;
  • Seguro desemprego;
  • Vale-alimentação;
  • Entrega de documentos.

Por outro lado, ao assinar um contrato na modalidade de pessoa jurídica (PJ), você deve primeiro Abrir uma empresa.
Ele então fornecerá serviços de terceiros sob um contrato comercial que estabelece os direitos e obrigações de ambas as partes nas negociações.
A forma mais comum de se tornar um PJ é se cadastrando como Microempreendedor Individual (MEI), que tem um limite de pagamento anual de R$ 81 mil.
De acordo com o Sebrae, existem atualmente mais de cinco milhões de MEIs no Brasil.
No entanto, microempresas pessoais é uma categoria que se aplica apenas a certos tipos de atividades. Se você não se enquadra no limite de pagamento ou na lista de profissões permitidas, uma das opções é criar uma Eireli.
A Eireli não tem limite de renda, mas o capital mínimo autorizado é de 100 salários mínimos.

BENEFÍCIOS EM SE TORNAR PESSOA JURÍDICA

Se você está procurando trabalhar em projetos ou iniciar um negócio, confira alguns dos benefícios de ser uma pessoa jurídica a seguir e analise as vantagens de ser Pessoa Jurídica.

FLEXIBILIDADE DE HORÁRIOS

Enquanto o funcionário CLT deve cumprir os horários do contrato, a pessoa jurídica tem flexibilidade em seu horário de trabalho.
Uma entidade que é paga por um projeto concluído, por exemplo, não tem que trabalhar das 9h às 18h.
Você pode ter que pagar impostos retroativamente e pagar impostos que não foram recebidos.
Se você adora trabalhar mais cedo ou mais tarde, ou não planeja ficar 9 horas seguidas sentado no escritório, a pessoa jurídica lhe dá a oportunidade de definir trabalho e lazer de forma independente.

FLEXIBILIDADE DE PROJETOS

Da mesma forma, será mais fácil para a pessoa jurídica mudar os projetos e empresas para os quais presta serviços.
Por outro lado, os funcionários da CLT devem notificar a empresa com antecedência de que estão deixando seus empregos, o que pode resultar em multa por quebra de contrato de serviço.
No final de um projeto, nada impede a pessoa jurídica de cooperar com uma empresa e procurar novas atividades.

MAIS SALÁRIO E MENOS IMPOSTOS

De acordo com o esquema CLT, o cheque que consta na planilha não é o cheque que aparece no final do mês na sua conta.
Para custos lucrativos, as empresas costumam cobrar salários CLT mais baixos do que salários iniciais.
Os descontos não são concedidos a pessoas jurídicas, o que pode aumentar os lucros.
Se você se tornar uma pessoa jurídica, o pagamento de impostos permitirá que você receba vários benefícios, além de processar e transferir garantias. No caso das empresas contratantes, algumas têm direito a pensões, subsídio de doença, subsídio de maternidade, velhice, invalidez e muito mais!

COMO FUNCIONA A CONTRATAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA?

Entre aqueles que têm dúvidas se deve ser uma pessoa jurídica, surge constantemente a questão de como funciona a contratação. Isso é mais fácil do que você pensa. Ser pessoa jurídica oferece alguma liberdade para cuidar e organizar suas atividades de acordo com o seu tempo disponível e expectativas financeiras.
Você, como pessoa jurídica, pode e deve emitir uma fatura com os impostos aplicáveis ​​pagos. Nesse tipo de contrato, ambas as partes se beneficiam.
A empresa minimiza os custos com mão de obra, enquanto a pessoa jurídica tem um desconto salarial menor. Essa forma de trabalhar oferece aos funcionários muita flexibilidade, mas é um trabalho e, portanto, como qualquer outra, tem prazo de entrega. Portanto, esteja atento às regras da contratação.

Agora que você viu as vantagens de ser Pessoa Jurídica e deseja Abrir sua Empresa, fale conosco. Iremos lhe auxiliar em todo o processo de abertura. E caso já tenha sua empresa e precisa regularizar e não sabe por onde começar, entre em contato com nossa equipe para ter o suporte necessário e deixar sua Empresa apta aos Negócios!

Contabilidade para Prestadores de Serviços

Em geral, os prestadores de serviços não estão muito interessados ​​em regular a situação junto às autoridades, acreditam que é assim que economizam.
Ao mesmo tempo, não há nada melhor para reduzir impostos do que entender a importância da contabilidade para prestadores de serviços.
A contabilidade, muitas vezes vista como um gasto desnecessário, deve ser vista como uma aliada leal no desenvolvimento estratégico e de qualidade de uma empresa.
A sua idoneidade já é evidenciada na escolha do regime tributário, que, se não for claramente definido, pode originar um problema devido ao pagamento indevido de impostos. Na sua área de atuação, a contabilidade é fundamental para que tudo funcione perfeitamente.

POR QUE A CONTABILIDADE É IMPORTANTE PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS?

Os serviços de contabilidade para empresas de serviços são importantes para cada segmento e não podem ser diferentes para prestadores de serviços.
E, neste caso, não basta entender os números. As pessoas costumam se perguntar: “Mas a oferta de serviços da minha empresa é pequena, eu realmente preciso de um contador?”
A resposta é sim! Porque, independentemente do tamanho, os impostos são pagos.
Tudo isso é feito para poder encontrar a contabilização correta para a prestadora de serviço que corresponda às características do segmento.
Dependendo do segmento em que ele atua, haverá um diferencial no trabalho contábil!
Com a contabilidade, você poderá otimizar sua receita e até pagar menos impostos!
Isso ocorre porque eles trabalharão para selecionar o formulário de imposto mais apropriado para sua situação.

POR QUE PRESTADORES DE SERVIÇOS DEVEM TRABALHAR COM UM CONTADOR?

Os prestadores de serviços podem contar com os contadores desde o início do negócio, após toda a fase de planejamento, e garantir que os recursos não sejam usados ​​desnecessariamente.
E esse plano começa, como já dissemos, pela definição do regime tributário que deve corresponder ao tipo de negócio e conta para que o imposto não seja pago desnecessariamente.
Mas o papel dos contadores para prestadores de serviços não termina aí.
O documento sintetiza as estratégias que os empresários seguirão para o desenvolvimento, crescimento e estabilidade do mercado, e também aborda questões relacionadas ao equilíbrio financeiro.
Então, além de auxiliar o prestador de serviços nas questões financeiras e tributárias, a contabilidade é usada como auxílio para rastrear contas a pagar, contas a receber e saldos mensais.
E, se necessário, peça ajuda em outras atividades, como:

  • Serviços de precificação: os contadores podem ajudá-lo a encontrar um preço justo para seus serviços, calculando todos os custos e despesas, aplicando taxas de juros e definindo a margem de lucro do seu negócio;
  • Controle de fluxo de caixa: permite analisar o recebimento e a retirada de fundos e prever receitas e despesas futuras;
  • Crédito: os contadores profissionais podem ajudar a organizar a papelada da empresa para um empréstimo, bem como avaliar as vantagens e desvantagens das linhas de crédito existentes no mercado.

CONTABILIDADE FAZ A DIFERENÇA PARA OS PRESTADORES DE SERVIÇOS

E se o contador acompanhar o prestador de serviço desde o começo, também deve estar presente no final da transação.
É importante que alguém lhe mostre exatamente como fazer o acerto final com o governo, aumentar contas a receber, estoques de commodities e outras questões financeiras e jurídicas.
O fracasso em fechar um negócio de forma inadequada pode fazer com que o empresário tenha problemas que duram anos, dores de cabeça e dívidas.

ENCONTRE O CONTADOR CERTO!

Depois de compreender a importância da contabilidade para os prestadores de serviços, é hora de escolher uma empresa de contabilidade que acompanhará seu negócio. Este não é um trabalho fácil.
Nossa contabilidade é especializada em Prestadores de Serviços e entende perfeitamente as necessidades do seu Negócio, conte com nosso auxílio, seja na abertura ou regularização da sua empresa. Estamos aqui para prestar os serviços contábeis necessários para que sua Empresa economize em Tributação dentro da regularidade. Fale com a gente!

Contabilidade para Prestadores de Serviços

Em geral, os prestadores de serviços não estão muito interessados ​​em regular a situação junto às autoridades, acreditam que é assim que economizam.
Ao mesmo tempo, não há nada melhor para reduzir impostos do que entender a importância da contabilidade para prestadores de serviços.
A contabilidade, muitas vezes vista como um gasto desnecessário, deve ser vista como uma aliada leal no desenvolvimento estratégico e de qualidade de uma empresa.
A sua idoneidade já é evidenciada na escolha do regime tributário, que, se não for claramente definido, pode originar um problema devido ao pagamento indevido de impostos. Na sua área de atuação, a contabilidade é fundamental para que tudo funcione perfeitamente.

POR QUE A CONTABILIDADE É IMPORTANTE PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS?

Os serviços de contabilidade para empresas de serviços são importantes para cada segmento e não podem ser diferentes para prestadores de serviços.
E, neste caso, não basta entender os números. As pessoas costumam se perguntar: “Mas a oferta de serviços da minha empresa é pequena, eu realmente preciso de um contador?”
A resposta é sim! Porque, independentemente do tamanho, os impostos são pagos.
Tudo isso é feito para poder encontrar a contabilização correta para a prestadora de serviço que corresponda às características do segmento.
Dependendo do segmento em que ele atua, haverá um diferencial no trabalho contábil!
Com a contabilidade, você poderá otimizar sua receita e até pagar menos impostos!
Isso ocorre porque eles trabalharão para selecionar o formulário de imposto mais apropriado para sua situação.

POR QUE PRESTADORES DE SERVIÇOS DEVEM TRABALHAR COM UM CONTADOR?

Os prestadores de serviços podem contar com os contadores desde o início do negócio, após toda a fase de planejamento, e garantir que os recursos não sejam usados ​​desnecessariamente.
E esse plano começa, como já dissemos, pela definição do regime tributário que deve corresponder ao tipo de negócio e conta para que o imposto não seja pago desnecessariamente.
Mas o papel dos contadores para prestadores de serviços não termina aí.
O documento sintetiza as estratégias que os empresários seguirão para o desenvolvimento, crescimento e estabilidade do mercado, e também aborda questões relacionadas ao equilíbrio financeiro.
Então, além de auxiliar o prestador de serviços nas questões financeiras e tributárias, a contabilidade é usada como auxílio para rastrear contas a pagar, contas a receber e saldos mensais.
E, se necessário, peça ajuda em outras atividades, como:

  • Serviços de precificação: os contadores podem ajudá-lo a encontrar um preço justo para seus serviços, calculando todos os custos e despesas, aplicando taxas de juros e definindo a margem de lucro do seu negócio;
  • Controle de fluxo de caixa: permite analisar o recebimento e a retirada de fundos e prever receitas e despesas futuras;
  • Crédito: os contadores profissionais podem ajudar a organizar a papelada da empresa para um empréstimo, bem como avaliar as vantagens e desvantagens das linhas de crédito existentes no mercado.

CONTABILIDADE FAZ A DIFERENÇA PARA OS PRESTADORES DE SERVIÇOS

E se o contador acompanhar o prestador de serviço desde o começo, também deve estar presente no final da transação.
É importante que alguém lhe mostre exatamente como fazer o acerto final com o governo, aumentar contas a receber, estoques de commodities e outras questões financeiras e jurídicas.
O fracasso em fechar um negócio de forma inadequada pode fazer com que o empresário tenha problemas que duram anos, dores de cabeça e dívidas.

ENCONTRE O CONTADOR CERTO!

Depois de compreender a importância da contabilidade para os prestadores de serviços, é hora de escolher uma empresa de contabilidade que acompanhará seu negócio. Este não é um trabalho fácil.
Nossa contabilidade é especializada em Prestadores de Serviços e entende perfeitamente as necessidades do seu Negócio, conte com nosso auxílio, seja na abertura ou regularização da sua empresa. Estamos aqui para prestar os serviços contábeis necessários para que sua Empresa economize em Tributação dentro da regularidade. Fale com a gente!

Contabilidade para MEI: Entenda Mais!

Desde algum tempo, um simples status está disponível para quem deseja abrir uma pequena empresa. O status é o de microempreendedor individual, o MEI.

Aqueles que adotam esse status dirigem a empresa como uma microempresa. A popularidade desse status ocorre porque as normas de registro de empresas são fáceis de cumprir. E as regras fiscais e contábeis são menos penosas do que outras formas de enquadramento de negócios.

O que é então um MEI? Podemos saber por meio de uma série de características principais. Saiba mais a seguir:

STATUS FISCAL MEI

Em primeiro lugar, um MEI não é uma estrutura legal de negócios. É um status fiscal específico que se beneficia de regras fiscais e contábeis simples.

Então, só está disponível para quem trabalha por conta própria como pessoa física. Ou seja, alguém que dirige o negócio como empresário individual. Não por meio de uma sociedade limitada.

Por outro lado, ele não estará disponível se você se propor a administrar seus negócios por meio de uma sociedade limitada privada. Ou outra forma de estrutura de empresa.

CONTABILIDADE PARA MEI

Um microempreendedor não é obrigado a manter todos os livros de contabilidade. Com informações sobre renda, recebidos, e outros.

Dito isso, o uso de um contador não é obrigatório. Você mesmo pode fazer isso se sentir que é competente o suficiente para fazê-lo. Mas, ainda assim, é uma grande vantagem obter os serviços de uma contabilidade.

LIMITE DE ROTATIVIDADE

A terceira característica importante é que o status fiscal do microempreendedor só está disponível se a empresa não exceder certos limites de faturamento (receitas reais).

Esses limites dependem do tipo de atividade empresarial que você exerce. Em termos gerais, uma atividade comercial é aquela em que o negócio é comprar ou vender produtos e serviços. O comércio (artesanal) e as atividades profissionais baseiam-se nos serviços. No entanto, como ficará evidente, a distinção não é totalmente clara. Se você exceder esses limites, não poderá manter o status de MEI.

Por outro lado, outro ponto que caracteriza o MEI é a isenção de impostos e processos contábeis que regem a operação daqueles que usam a base tributária padrão. Inclui a isenção da necessidade de elaboração de um conjunto de contas anuais.

Claro, nada impede um MEI de usar um sistema de contas mais elaborado. Mas suas únicas obrigações contábeis legais são as seguintes:

REGISTROS CONTÁBEIS MEI

Os MEIs são obrigados a manter um diário de recebimentos de caixa. Além do método de pagamento e qualquer número de fatura relevante.

Aqueles que se dedicam à compra e venda de produtos, ou que administram um café devem a manter um diário de despesas, de forma semelhante ao livro-razão.

Os envolvidos na venda de móveis usados, veículos e objetos de metal precioso também devem se registrar como MEI e manter registros adequados.

CONTA BANCÁRIA

Quando o seu faturamento é superior a R$ 100.000 por ano, por exemplo, você é obrigado a manter uma conta bancária separada para a empresa, por meio da qual todos os ganhos e pagamentos são processados.

Se você exceder isso no ano, ainda poderá continuar a usar sua conta pessoal. Embora quando o limite for excedido por dois anos consecutivos, você deverá abrir uma conta separada.

A maioria dos bancos oferece uma conta bancária “profissional” para donos de empresas, pela qual eles impõem uma taxa de administração.

Por outro lado, não há necessidade de que a conta bancária seja outra coisa senão uma conta pessoal em seu próprio nome, que está disponível, embora possa haver uma cobrança para um cartão de crédito / débito ou cheque especial.

EXCLUSÕES

Por fim, certos tipos de atividades empresariais são excluídos do status de microempresários.
Eles incluem aqueles que compram e vendem propriedades em uma base profissional, agentes imobiliários, profissionais de saúde, contadores, agentes de seguros e profissões agrícolas. Com alguns outros limites para artistas, escritores, atividades científicas e esportivas.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS PARA MEI

Embora o MEI seja isento da responsabilidade de manter contas detalhadas, a manutenção de um diário que detalha os recibos continua a ser obrigatória.
Portanto, não se deixe seduzir pelas regras simples de tributação e contabilidade do status de MEI.
Tudo depende da estrutura de custos do seu negócio. E, em especial, de como você o vê durante os primeiros anos.
Mesmo que você possa adotar o status fiscal de MEI, você precisa ser mais prudente. A geração de lucro não significa que você também será responsável pelo imposto de renda sobre esse lucro.