Saiba o que é IRPF, Imposto de Renda de Pessoa Física, e como declarar em Salvador

Se chegou o momento de declarar seu imposto de renda em Salvador, não tem problema, saiba tudo sobre o IRPF neste post

Tanto marinheiros de primeira viagem, ou declaração, quanto pessoas que já estão calejadas em passar por esse processo ainda têm algumas dúvidas dentro do processo de declaração e valorizam muito as informações acerca dessa prática.

Então, pensando em você, para que não tenha nenhum transtorno com esse processo em Salvador escrevemos esse artigo que tirará as suas dúvidas quanto a IRPF fará com que você saiba tudo quanto a declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física.

Para declarar o IRPF

Imposto de Renda de Pessoa Física é um tributo estipulado pela Receita Federal e que envolve todo o cidadão brasileiro ou residente no Brasil, pessoa física, que tenha um ganho acima do que pré definido pela Receita. Assim, essa pessoa precisa declarar tal imposto todo o ano. Para isso, precisará informar o quanto ele arrecadou financeiramente para a avaliação. Existe a possibilidade de restituição financeira à pessoa física, caso seja constatado uma quantidade de pagamento superior ao necessário.

Para que você faça a declaração, precisará mandar para a Receita todas as suas declarações de renda. A Receita avaliará essas informações, por isso, elas precisarão estar bem específicas para que facilite o trâmite. Enviado as declarações, será feita a avaliação do pagamento de impostos, segundo o cálculo que informarão se o valor de tributos pagos batem do que deveria. Caso seja um pagamento maior do que o devido, há a possibilidade de restituição.Saiba como funciona a restituição do IRPF

Restituição? Como assim? Como funciona? Quanto devo receber? Essas perguntas são frequentes quando o contribuinte entende que existe a possibilidade de ser ressarcido. A Receita Federá fará o cálculo do que for declarado e ao ter o resultado te informará se você possui crédito. Se você possuir, o governo terá até dezembro do ano da declaração para te restituir.

Entretanto, da mesma forma que você pode possuir crédito, pode, também, possuir débito. Caso isso aconteça o governo terá concluído que você pegou uma quantidade menor de imposto do que deveria. Nesse caso, a Receita adicionará o valor para quitação através de pagamento em boleto ou automaticamente, através de débito bancário.

Saiba quais impostos a sua empresa pagará

Caso a sua declaração seja obrigatória, a omissão pode acarretar em multas inconvenientes.

O primeiro desconforto é que o seu CPF passa a ficar pendente de regularização, algo que pode dificultar o seu dia a dia, como:

  • Impossibilita realização de empréstimos;
  • Impossibilita certidões negativas para aluguel e venda de imóvel;
  • Impossibilita a retirada de passaporte;
  • Impossibilita a prestação de concurso público;
  • Gera problemas em transações bancárias.

Fora que, caso haja atraso na entrega da declaração, você será multado em 1% mensal em relação ao valor do imposto, que pode chegar até 20% em cima do valor declarado.

Saiba o que fazer, caso caia na malha fina do IRPF

Malha fina é o termo usado caso seja encontrado irregularidades e erros na declaração, após ser avaliadas minunciosamente pela Receita Federal. Você pode cair por pequenas divergências, nesse caso, basta ser eita a correção no portal do E-Cac, ou precisará adicionar ou excluir informações, assim sendo, precisará fazer uma Declaração de Retificação corrigindo o necessário.