Esteja em alerta: saiba as mentiras mais comuns em um entrevista de emprego

Deixe o seu departamento pessoa instruído a essas mentiras para que não efetive contratações precipitadas

Com a recente crise financeira o desemprego aumentou sobremaneira e a concorrência no mercado de trabalho cresceu bastante. Com isso, o departamento pessoal das empresas precisam ficar atentas, pois algumas pessoas fazem de tudo em uma entrevista de emprego, até mentir descaradamente.

Por isso mesmo o departamento pessoal precisa ficar atento, pois uma decisão errada em uma contratação pode gerar grandes transtornos na empresa. Contudo, o contratado que mente não quer saber no coletivo e sim na sua própria contratação e esse é o primeiro motivo para a falta de escrúpulos.

Fora que a mentira é um mecanismo de defesa e escama quando a pessoa se sente acuada em qualquer situação, então se a pessoa usa esse mecanismo para sair de uma situação adversa em uma entrevista de emprego, contratado utilizará desse desvio de caráter para sair de situações adversas dentro do seu trabalho na empresa.

Por isso, o departamento pessoal precisa ser safo, pois a entrevista de emprego fala muito sobre quem é o funcionário.

Algumas mentiras comuns

Poderíamos encher esse artigo de mentiradas tradicionais que beiram a anedotas, mas para não dispor muito do texto, vamos há algumas principais para que a galera do departamento pessoal possa ficar atenta.

A primeira delas é o candidato que mente quanto ao local que reside, isso já em seu currículo. Com o excesso de pessoas em busca de emprego e as escassas vagas no mercado de trabalho, as empresas têm ficado cada vez mais criteriosas e aceito menos pessoas de municípios diferentes, até por motivo de valorização local e contensão de despesas como vale-transporte intermunicipais.

Já no momento da entrevista, o motivo pelo qual o candidato está desempregado é dito de forma mentirosa muitas vezes, afinal a pessoa tem a consciência de quem o bom profissional precisa está colocado no mercado de trabalho, mas se esquece que com a crise financeira até bons profissionais foram dispensados. Se o profissional é realmente um bom profissional não terá vergonha de dizer que foi dispensado, já que pode ter como carta na manga uma recomendação de sue antigo emprego numa eventual ligação da empresa em potencial. Agora, mentir dizendo que a demissão foi algo que partiu do próprio funcionário pode queimá-lo no momento em que a verdade vir à tona.

Outra mentira comum está no histórico e na experiência do profissional. Alguns entraram nos trabalhos anteriores no final de um determinado ano e foi demitido já no começo do ano seguinte, não passando nem pelo período de experiência, mas omite os meses em que trabalhou dando uma ilusão de ter trabalhado cerca ou até mais de um ano. Outros mentem em cursos, especializações estas competências, essas podendo ser observada só após o contrato, por isso o período de experiência que coloca a em prática as qualidades abordadas em entrevista, mas pode ser observada em entrevista devido ao comportamento corporal ou a forma da fala que podem acusar uma inverdade.

Fique atento! Você tem até 9 de julho para parcelar seus débitos fiscais

De acordo com o SEBRAE, apenas 148 mil das 556 mil empresas notificaram aderiram ao parcelamento

As empresas que possuem qualquer tipo de débito com o Simples Nacional precisa ficar atenta, já que o próximo dia 9 de julho será a data limite para o reffis, parcelamento dessas dívidas. As empresas que possuem qualquer dívida do tipo já foram notificadas, sendo que das mais de 500 mil que possuem pendências, aproximadamente 150 mil acenaram optar por esse sistema de parcelamento, seja empresas de pequeno porte ou até mesmo microempreendedores individuais. O valor mínimo para esses MEIs são de parcelas de 50 reais, já no caso das empresas de pequeno porte o menor valor de parcela é de 300 reais.

Segundo a presidente em exercício do Sebrae, Heloisa Menezes: “É a primeira vez que o dono de pequeno negócio tem a oportunidade de quitar dívidas em condições especiais, da mesma forma como já ocorreu com as grandes corporações. Foi um longo processo de sensibilização e defesa desse novo Refis no Legislativo e no Executivo até conquistarmos esta vitória. Agora, é fundamental que os empresários entrem em contato com a Receita, buscando se regularizar e ganhar fôlego para continuar inovando e gerando emprego”.

Mesmo com muitas coisas sendo faladas quanto a impossibilidade do Pert (Programa Especial de Regularização Tributária) ele irá acontecer, já que o SEBRAE juntamente com o poder legislativo derrubou o veto da presidência da República, que era contra a ação. Com isso, empresas que tiverem débitos até o final do ano passado podem recorrer ao sistema de parcelamento.

No momento em que a empresa for fazer a adesão do refis, terá de quitar 5% da sua dívida, nesse momento o valor será calculado sem juros ou correção monetária e pode ser parcelado em até cinco vezes. O restante do valor pode ser pago de várias formas e parcelado em até 175 vezes, entretanto se o valor do montante restante for pago de vez única será destituído 90% do valor de juros, 70% das multas e 100% dos encargos legais, bem como os honorários dos advogados, mas, nesse caso, a destituição é geral, até mesmo aos parcelados.

Os demais parcelamentos também tem seus descontos. No caso do parcelamento em 145 vezes, a redução dos juros é de 80% e de multa 50%, já o parcelamento total, em 175 vezes, tem uma redução de 50% os juros e 25% a multa.

Etapas para fazer o reffis

  1. Entrar na página principal do “Simples Nacional” procurando pelo setor de parcelamento
  2. Na aba “Parcelamento” você terá de procurar o “Programa Especial de Regularização Tributária”
  3. Na aba do “Programa Especial d e Regularização Tributária”, escolha a opção “Pedido de Parcelamento”

Para que você possa confirmar o parcelamento, terá de cancelar qualquer outra colicitação de parcelamento anterior, bem como pedido recurso. Esse processo pode ser feito no próprio sistema do Programa de Parcelamento.

Não se esqueça, também, de imprimir todas as guias de pagamento possíveis para manter o parcelamento do DAS em dia todos os meses.

Por fim, caso o parcelamento ainda inclua dívidas posteriores a novembro de 2017, você pode solicitar um novo parcelamento com a inclusão dos débitos restantes, para isso desista dos parcelamentos anteriores e adira o ao Programa de Regularização Tributária, além de solicitar o pagamento convencional.

Como usar os programas de fidelidade para manter os seus clientes próximos

Confira meios de manter o seu cliente próximo a sua empresa por meio do seu próprio programa de fidelidade

É muito comum ultimamente ver empresas, independentemente do porte, utilizarem programas de fidelidade para angariar uma fixação dos seus clientes para com a sua empresa. Quando esse tipo de estratégia de fidelização é utilizada une-se a qualidade de produção e a empatia para fazer do cliente assíduo e fiel.

Para uma empresa, fazer esse processo de fidelização é mais funcional do que buscar uma clientela nova, pois o fato dele já ter experimentado o seu trabalho significa que ele foi alcançado pela sua empresa, faltando apenas ele se tornar fiel à marca. Esse processo é, de modo geral, mais barato e menos trabalhoso do que o de cativação.

Assim sabendo, confira neste artigo dicas para criar na sua empresa em Salvador um método eficiente de fidelização.

No que beneficia

O “boca a boca” ainda é o mecanismo de divulgação mais efetivo e democrático do planeta, independentemente da era digital que vivemos. A credibilidade da indicação do produto ou serviço por alguém conhecido é uma forma de divulgação gratuita da empresa que para a população, de modo geral, é mais forte que qualquer veículo de imprensa ou comunicação em massa.

Quando o programa de fidelidade é implantado em uma empresa, essa empresa ganha um potencial divulgador gratuito do trabalho e um cliente fixo do seu produto ou serviço, já que pesquisas comprovam que mais de 80% dos clientes que usam do programa de fidelidade de uma empresa se fidelizam realmente a essa empresa.