Como funciona a abertura de empresa em Salvador

MEI, ME, EPP ou LTDA: saiba como fazer a abertura da sua empresa em Salvador através desses meios

Na maior parte do tempo, cliente e contador estão em contato, mas esse contato inicial é feio, geralmente, no processo de abertura da empresa onde a contabilidade atua diretamente no processo de abertura ou como um assessor de decisões ao responsável pelo estabelecimento.

Por isso este post foi feito para quem está no caminho da abertura de sua empresa em Salvador, a ideia é auxiliar respondendo todas as dúvidas em questão.

E a primeira coisa que o empresário precisa entender são os mercados de atuação no qual eles pode atuar. Quando inicial, o empreendedor pode atuar de forma individual, abrindo o MEI. Empresas de porte pequeno, podem abrir ME, microempreendedor (ou EPP, empresa de pequeno porte). Agora, sem teto de lucro, a opção que fica é a empresa de sociedade limitada (LTDA).Microempreendedor Individual

Os documentos necessários para a abertura do MEI são: RG, CPF, comprovante de residência, título de eleitor, comprovante de residência do estabelecimento (caso seja diferente da sua residência pessoal), última declaração do imposto de renda, atividades que a empresa irá exercer e nome fantasia.

Para fazer o cadastro, basta o empreendedor acessar o Portal do Microempreendedor Individual, já que o processo é totalmente virtual e ao realizá-lo bastará o empreendedor inserir os documentos acima nos campos selecionados.

Nesta ocasião, ao realizar abertura da empresa em Salvador por meio do MEI, o empreendedor apenas pagará 5% do salário mínimo pela tributação, o governo incentiva essa modalidade de abertura da empresa, por isso cobra o valor do DAS. Por outro lado, o ganho tem um teto de 5 mil anuais e vai até 60 mil reais.

É sempre bom refrescar a memória, que nessa ocasião o dono do negócio não poderá inserir mais ninguém na abertura da empresa.

 Microempresa (ME)/Empresa de Pequeno Porte (EPP)

 LTDA

Diferentemente das microempresas, tanto de pequeno porte quanto as individuais, as empresas limitadas não possuem limitação de lucro em seu capital financeiro, mas impreterivelmente precisa ter uma sociedade, sendo assim, formada por duas ou mais pessoas.

A documentação é inicial segue idêntica as dos processo anteriores, sendo: RG, CPF, comprovante de residência, título de eleitor, comprovante de residência do estabelecimento (caso seja diferente da sua residência pessoal), última declaração do imposto de renda, atividades que a empresa irá exercer e nome fantasia.

Para abertura da sua empresa em Salvador pelo sistema LTDA, precisará, também, ter um contrato social. Nisso, é importante que o empreendedor tenha bastante atenção em todas as clausulas.

Nessa modalidade, a abertura de empresa também exigirá uma atenção na qual muitos consideram banais, mas que é importante, que é a escolha do nome. A empresa terá que fazer, nesse caso, uma ampla procura no mercado para não plagiar nenhuma outra empresa.

Após a escolha do nome, preencha a ficha de FCN, prepare a capa e entregue o processo na junta comercial de Salvador.

Saiba qual é a função de um contabilista em Salvador

Você sabe a diferença entre cotador e contabilista? Tire essa e outra dúvidas sobre o tema

Antes de você buscar um contabilista em Salvador, você precisa identificar a diferença entre o contabilista e o contador. Um Decreto-Lei publicado há mais de 70 anos, em 1946, definiu as funções Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e definiu diretamente as funções do contador graduado em nível superior e o técnico em contabilidade. Ok, mas e o contabilista?

O termo contabilista contempla necessariamente o técnico em contabilidade, com isso, ambos os termos, tanto contabilista quanto técnico contábil, estão de acordo com a função do profissional em questão. Antigamente, o termo “guarda-livros” era popularmente usado para o profissional técnico em contabilidade.

Entretanto, na prática o contabilista pode até mesmo ser um profissional formado no ensino superior, quando a sua atuação prática atuante não é de forma concreta como contador, sendo uma espécie de auxiliar ou ajudante de determinado contador.

Para evitar essa confusão, o Conselho Federal de Contabilidade atribuiu o termo “Profissional de Contabilidade” para contemplar todas as áreas do setor contábil e evitar a confusão entre: contabilista, contador, profissional da contabilidade ou técnico em contabilidade. Contudo, a linguagem popular se acostumou em atribuir o termo contador de modo geral ou, no máximo, atribuir o termo contabilista para os técnicos.O que o contabilista exerce?

De um modo geral o contabilista em Salvador exerce condições parecidas com a do contador, salvo algumas limitações. Amplamente falando, o contabilista é o técnico em contabilidade da empresa, sendo assim, precisaria exercer uma espécie de ajuda, um auxílio ao contador.

Entretanto, alguns contadores formados ainda exercem a função de contabilista, muito devido ao ingresso no mercado. Contudo, mesmo assim, é algo mais voltado ao profissional técnico e não superior.

Para tentar solucionar o caso o Conselho Federal de Contabilidade criou o termo “Profissional de Contabilidade” para tentar agregar as duas profissões.

Os fatores que mais divergem o contador do contabilista são as: auditorias, perícias, consultoria e análises de avanço.

 Então, qual é a função do contador?

Ele é formado em ciências contábeis, diferentemente do contabilista. Essa formação dá o direito ao contador transitar em algumas áreas que o contabilista não consegue, como: ser auditor, perito, atuar no marcado de seguros, controladoria e gerir empresas contábeis.

A função primordial do contador é tomar conta do setor econômico e financeiro da empresa, ou seja, o seu patrimônio. Ele pode, também, assessorar o presidente da empresa em decisões como negociações, abertura de firmas etc. Sendo assim, ele precisa contextualizar as ideias sugeridas pelo CEO dentro das questões tributárias, já que a ideia é que o empresário pague o mínimo possível de impostos, além disso, ele projeta dividendos, balanços mensais e faturamento.

Há a necessidade de que o contador tenha entendimento de todos os serviços contábeis da empresa em que ele acompanha. Segundo a legislação nacional, os livros de contabilidade são obrigatórios, sendo assim , é de função do contador o escriturar tal livro e deixar em ordem tudo que cerca a contabilidade. Essas funções adicionais do contador em relação ao contabilista ajuda a explicar a diferença dos termos e direcionar a função do contabilista em Salvador como um “guarda-livros”, como foi conhecido popularmente por algum tempo, já que faz alusão do profissional auxiliar, que faz tarefas secundárias.

Soma-se tudo isso, então, e ainda inclua a responsabilidade de perícias judiciais e extrajudiciais, levantar e revisar balanços e todas as demais demonstrações financeiras da empresa, revisar escritas, validar haveres e assistir os Conselhos Fiscais, isso quando trata-se de sociedade anônima. O contador realmente precisa estar bem atento a tudo o que cerca sua empresa.

Qual é a importância de um escritório contábil para a sua empresa em Salvador?

Saiba o tamanho da relevância de um escritório contábil para sua empresa em Salvador

Nos dias atuais, é muito normal ver a alteração de regras fiscais e tributárias no sistema jurídico brasileiro, até mesmo por isso é de extrema importância que todo empresário possua em seu negócio a parceria com um escritório contábil para orientar os responsáveis da empresa atitudes a tomar em casos individuais, além de fazer acompanhamento próximo de tais processos. Isso é necessário para que o empreendedor tenha o foco apenas em suas atividades-fim.Função do escritório contábil em Salvador

O profissional contábil é exclusivamente quem tem o entendimento do crescimento numérico e das projeções da empresa em suas questões financeiros, pelo menos dentro de uma suposição geral. O motivo dessa conclusão deve-se a exigência do escritório contábil em Salvador nos quais são exigidos que fiquem atentos a tudo o que for de interesse dos aspectos financeiros do seu cliente, isso, pois, o empresário precisa ser informado sobre esses aspectos e a função da contabilidade fornecer essas informações.

O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) fundamenta essa importância do escritório contábil Já que esse Sistema é necessário para a empresa que necessita cumprir com esse serviço obrigatório feito pelos escritórios contáveis. A digitalização do Sistema Público de Escrituração Digital é realidade próxima, o que fará com que o escritório contábil viabilize a empresa as decisões a serem tomada. Fora isso, o controle do negócio pela Receita.

Sendo assim, o escritório contábil em Salvador assessorará o setor contábil da empresa, através de tais métodos. A sua função não mais passará a ser apenas a avaliação dos impostos pago pelo negócio. Isso aumenta o sucesso das ações práticas da empresa por meio da integração de tais métodos. E mesmo com os processos passando a ser digitalizados, as tomadas de decisão serão imprescindivelmente humanas, sendo que será sob total controle do próprio escritório de contabilidade.

Por conseguinte, os profissionais do escritório contábil em Salvador terão que possuir o conhecimento prático dentro das ações do escritório, referente as normas de gestão da empresa. Somado a isso, a acessibilidade do escritório contábil em Salvador a valores internos do empreendimento em diversos setores da empresa cliente.Qual é o perfil de um escritório contábil em Salvador?

Uma empresa que soma em conteúdo ao empreendimento do seu cliente e que é perfeitamente consciente aonde precisa atuar, no acesso à empresa na qual o escritório contábil presta serviço e às informações sobre a sua contabilidade interna, esse é o perfil de um escritório contábil em Salvador. Nos tempos atuais, o universo empresarial corrobora sempre pela eficiência e um ponto comum de competência dentre os escritórios de contabilidade, devido a boa gama de conteúdos, organizações e de um proceder específico, para isso, há a necessidade de uma solidificação na base elementar do mundo dos escritórios contábeis em Salvador, que também precisa estar constantemente se atualizando e ciente da dinâmica de mercado em voga no momento.

Saiba o que é contabilidade financeira [em_cidade]

Sistema tem como foco o entendimento de investidores e avaliação de registros contábeis da empresa

Você já ouviu falar sobre contabilidade financeira, contabilidade gerencial, contabilidade de custos e contabilidade patrimonial?

Se a sua resposta foi não, fique calmo, pois o universo da contabilidade é cheio de termos difíceis para quem está ingressando no setor contábil em Salvador conhecer de uma vez só.

 O importante é que fique claro que toda e qualquer contabilidade é financeira. Você viu acima alguns tipos de segmentos contábeis diferentes e é normal pensar que todas essas termologias sejam fragmentações de setores diferentes do setor contábil. Entretanto, sempre saiba: toda contabilidade é financeira.

A realidade é essa, porque para se ter uma contabilidade em Salvador  envolve te estudos financeiros práticos e conhecimento elevado quanto a registros de movimentações financeiras de empresas.Entenda, então, o que é contabilidade financeira

A contabilidade da maneira mais compreensível de entendimento, surgiu na Europa, é a contabilidade patrimonial. Esse setor da contabilidade apresenta para empresa as variações do posicionamento de seu patrimônio. O registro de contábil patrimonial demora um grande tempo para ser concluído e gera no final o balanço patrimonial da organização.

contabilidade financeira foi desenvolvida no Canadá e Estados Unidos, o motivo de também ser chamado de método anglo-saxão. A metodologia desse setor dedica-se em atender os clientes, embora, ela haja o registro em contábil da empresa.

Consiste a contabilidade financeira aliar-se às questões estratégicas e de administração. Tudo isso, pois há nela um nível muito qualificado de informações relevantes para diversos partes envolvidas no negócio em Salvador: o proprietário, parceiros, acionistas, parceiros, investidores etc.A grande diferença entre contabilidade de custos e gerencial

A contabilidade gerencial é a responsável pela demonstrações contábeis na transformação das informações de gerenciamento da empresa, o que tem grande envolvimento e diversas decisões dentro das empresas, por isso o seu imenso valor.

Já a contabilidade de custos é o resultado da necessidade. Isso porque, é de conhecimento geral que os serviços contáveis tem como função fragmentar os custos de produção de serviço, bem com os individuais. O argumento para isso entram no campo dos passivos e das despesas: os custos de produção que têm seu contrato firmado de forma parcelada, estão no grupo dos passivos, já esses custos sendo à vista, são considerados como despesas.

Como consequência disso, as empresas tentam dar a cara a tapa, se expondo na tentar tentativa de conhecer os custos de produção que ela carrega para, assim, tomar decisões. Porém, essas empresas não tinha acesso ao custo total da produção em relação aos serviços contábeis, pois, não possuíam uma ferramenta para isso. É quando surge contabilidade de custos que registra os custos e real time para permitir à empresa, dentro de uma linguagem informa, confronte o custo e a produção com o que vende.

Em suma, a verdadeira contabilidade é a contabilidade financeira, pois trabalha com todas as áreas e grupos envolvidos na empresa, abastecendo com informações relevantes que ferramentam as decisões da empresas em Salvador, seja elas primordiais ou complementares.